Pesquisar este blog

Carregando...

Páginas

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

E Deus?



E Deus?

Muitos anos atrás estava ministrando um workshop, quando depois de 3 horas um aluno fez a seguinte pergunta: “E Deus?”. Respondi que estava falando Dele desde o início.
Isso mostra a dificuldade que as pessoas têm de identificar quem é Deus, como Ele é, como Ele pensa, como Ele sente, como Ele age, etc.. Todos os problemas de planetas em evolução, países, empresas e pessoas é esse.  Todo o problema de casa/carro/apartamento/fazenda/ namorado/etc. é este. Caso isso já tivesse sido entendido tudo já estaria resolvido.
Semana passada uma cliente foi atacada verbalmente por um membro de uma religião diferente da sua. Isso prova cabalmente que esta pessoa que atacou não entendeu nada sobre isso, mas sabe exatamente o que significa: Poder. Atacar outra pessoa por causa de religião é pura questão de poder. Não tem nada a ver com religião e muito menos com espiritualidade.
Vejamos o caso de Moloch. Esse é um deus com um culto muito antigo na Terra. É muito importante prestar atenção quando se escreve Deus com letra maiúscula e deus com minúscula. São coisas completamente diferentes. Esse deus Moloch exigia o sacrifício humano de crianças, bebês, que deveriam ser jogados num forno em chamas. Seu culto sobrevive até hoje. Não é divulgado abertamente, mas continua até hoje. A característica de deuses como Moloch é serem deuses vingativos, ciumentos, sanguinários, que gostam de sacrifício humano, que mandam mutilar, que mandam matar, invadir a terra dos outros e matar todo mundo, etc.. São deuses de poder. Provocam sofrimento e querem sofrimento. Alimentam-se de sofrimento. São deuses que usam a energia gerada pelo sofrimento ou medo. A lista desse tipo de deus é longa. São muito populares na humanidade. Sempre foram. Sua motivação é o poder. Desta forma todos que querem poder também são atraídos por ele. Essa é a razão de um culto durar milênios.
Será que as pessoas sabem distinguir quando estão cultuando um deus desse tipo ou o Deus de Amor? Como distinguir isso? Fácil. Pelos atos das próprias pessoas do culto. Se a pessoa tem amor, ama e faz o bem incondicionalmente ela está ligada ao Deus de Amor. Óbvio ululante. Se ao contrário a pessoa ataca outra, seja de que forma for, é óbvio que ao outro tipo de deus. Como não enxergam isso? Porque não pensam. Seguir cegamente é típico de não-pensar. Somente assim temos esses ataques, que podem ser verbais, de grupos, de países, guerras religiosas, Inquisição, etc.. Caso essas pessoas pensassem e analisassem com calma, buscassem dados, lessem muito, buscasse a verdade pura e simples, elas descobririam que estão seguindo a Moloch. E se querem seguir Moloch com livre-arbítrio o problema é delas. Existem conseqüências é claro, mas neste caso é consciente o que fazem. O problema é a inconsciência. Quando se pensa que se está seguindo o Deus de Amor e na verdade é ao outro. É impossível fazer confusão quanto a isso. Se a pessoa xinga a outra, como não enxergar que é raiva e ódio o que sente? Como ser inconsciente disto? E achar que segue o Deus de Amor? É pura ignorância. E o pior é que não querem aprender, pois toda pessoa que tentar ensiná-las é tratada como inimiga. O fanatismo é uma tragédia. Quando ele entra por uma porta a razão sai pela outra. E aí temos todas as conseqüências do ódio.
As questões levantadas no inicio desta postagem podem ser respondidas por causa do seguinte: tudo que existe tem a mesma essência no nível mais profundo de si. O Amor permeia tudo. Está em tudo. No nível mais profundo. Para senti-lo é preciso ter consciência expandida. É uma questão de percepção. E percepção é uma coisa complicada para os humanos. Haja vista que um camarão tem mais percepção da realidade que um humano, por exemplo. Para desenvolver a capacidade de amar é preciso expandir a consciência para abarcar cada vez mais a realidade. Até chegar à Realidade Última: Deus, O Todo.
Quanto menos consciência menor a capacidade de amar e maior a capacidade de odiar. Na razão direta e inversa. À medida que essa capacidade de amar, de compreender a realidade se amplia mais unido se está com Deus. É uma comunicação íntima entre dois seres: o humano e Deus. Sendo que na realidade não há separação alguma entre eles. Lembra-se que só existe uma Única Onda no Universo? Tudo é uma coisa só. Essa união com Deus expande-se sem parar se a pessoa deixar. Ela tem o livre-arbítrio e decide isso. Quanto maior a união maior a felicidade, quanto menor maior o sofrimento. Essa união só pode ser desenvolvida num relacionamento íntimo entre o humano e Deus. Um relacionamento pessoal. Quando a pessoa se volta para dentro de si e encontra a Centelha Divina. Deus dentro dela. Quando a pessoa sente isso a comunicação aconteceu. Não é um fato mental. Pelo mental não se chegará a Deus. Somente pelo Amor, pelo sentimento. Pois Amor em principio é um sentimento. Depois a pessoa pode raciocinar sobre o amor, mas primeiro tem de senti-lo. É por essa razão que é tão difícil os seguidores de deuses do tipo Moloch, entenderem como são as pessoas do Deus de Amor. Com o aprofundamento dessa união, cada vez mais a pessoa sente como Deus sente, pensa como Deus pensa, age como Deus, etc.. Isso dentro da capacidade humana de sentir. Aqueles que sentiram um vislumbre do que é o Amor Incondicional de Deus, nunca mais são os mesmos. É um sentimento e uma emoção arrasadora. Mas, para isso é preciso querer. É preciso estar aberto para isso. Exige catarses sem parar para limpar o instrumento para ser tocado por Deus. Para entrar em fase com Ele. Somente com uma enorme elevação de freqüência é possível se comunicar com Deus. E essa freqüência é o Amor. Não é a razão. É por esta razão que as religiões que seguem deuses tipo Moloch são religiões mentais, racionais. Óbvio. Quando a pessoa segue o cérebro reptiliano, complexo-R, e não analisa o que faz pelo neo-cortex, ela inevitavelmente seguirá um deus do tipo Moloch. Não há outro jeito. É puro poder o interesse do cérebro reptiliano. E poder é o contrário do amor. O amor é dar sem esperar nada de volta. Dá porque é sua essência dar. Sem condições. Portanto, por pura lógica, quem ataca outra pessoa por causa da religião ou crença, é um seguidor de Moloch. Entenda isso ou não. É por isso que se conhece a árvore pelos frutos. A única maneira de conhecer a árvore é pelos frutos. E a árvore dá os frutos de acordo com a consciência que tem.
Quando a união com Deus chegou num ponto que pode dar frutos, eles não se fazem esperar. É nessa hora que aparece a não-aceitação do mal. A não-compactuação com os que fazem o mal, com os que manipulam, com os que exploram, com os que suprimem a verdade, com os que geram as doenças, fomes, misérias, desempregos, exploração, guerras, etc.. É preciso dar uma prova prática do Amor a Deus. Isso não pode ser retórica. Papo furado. Isso tem de aparecer na vida prática. Com atitudes de não aceitar, não pactuar com o mal. E para isso é preciso ter consciência do que é o mal, de como ele age, de como ele pensa. Senão é pura visão romântica da vida. Caminhando direto para o matadouro. Servindo como bucha de canhão para os seguidores de Moloch. Ou implementando políticas que destroem a civilização humana. Mais uma vez. É chegada a hora em que todos terão de se posicionar. Ou estão de um lado ou de outro. Não há mais muro para ficar em cima.


Direitos Autorais:
Copyright © Hélio Couto. Todos os direitos reservados.
Você pode copiar e redistribuir este material contanto que não o altere de nenhuma forma, que o conteúdo permaneça completo e inclua esta nota de direito e o link: www.heliocouto.com

domingo, 16 de novembro de 2014

Vida Plenamente Vida Transcendente



Vida Plenamente Vida Transcendente
Para que a vida possa ser plena é indispensável a Unificação com o Todo. Deixar de lado a parte mais importante da realidade é inviável. Para isso precisamos incorporar a transcendência na vida diária. Tudo deve ser feito em unificação.
Essa é a ideia da Reconstrução Planetária. Sem a unificação é apenas uma utopia.
A primeira parte da Reconstrução Planetária levará 500 anos porque até que se tenha uma massa crítica de pessoas unificadas levará tempo. Massa crítica é quando o número chegou num nível que se multiplica sozinho.
Vejamos um exemplo: uma pessoa que chegou à Iluminação Espiritual (Aceita a Centelha Divina) poderia passar esse conhecimento para duas pessoas. Cada uma dessas pessoas passaria para mais duas e assim por diante. Se cada pessoa que recebe o conhecimento também chega à Iluminação, teríamos em pouquíssimo tempo o número ideal de pessoas para começar efetivamente a Reconstrução. Mas, para isso cada pessoa precisa aceitar incondicionalmente a Centelha Divina e ser coerente com essa aceitação.
Vejamos uma situação prática. A destruição do sistema ecológico do planeta Terra terá graves consequências em todas as áreas da vida planetária. Detalharemos isso nas próximas postagens. Hoje quero chamar a atenção para o fato de que a floresta amazônica transpira todo dia 20 trilhões de litros de água. Essa é a água que chove depois. Já foi desmatado 20% da floresta. As consequências são evidentes.
Baseado em que critério as pessoas parariam de desmatar a floresta? E iniciariam sua recuperação? No momento só o critério econômico é que conta. Isso é o que chamo de Economia Materialista. Parar de desmatar por ter aceitado a Centelha Divina é o que chamo de Economia Espiritualista.
O mesmo vale para a emissão de carbono e etc.
Sem uma mudança de visão de mundo o que proponho é pura utopia, mas quando as pessoas aceitarem a Centelha Divina tudo isso será realidade. É por essa razão que a primeira fase levará 500 anos. É um prazo razoável para que a humanidade aceite a Centelha Divina. Pode ser em menos tempo, mas para isso precisamos de muitas pessoas Iluminadas trabalhando para esse objetivo.

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Evolução


O processo de transformação quando se começa com a Ressonância Harmônica é o seguinte:

No primeiro mês é como se um trem estivesse parado na estação a dezenas de anos. Todos já se acostumaram com aquilo. O trem faz parte da paisagem. Ele não se move. De repente o trem começa a andar e ganhar velocidade. É uma festa. Todos esperavam isso há muito tempo. Todos ficam felizes. As coisas estão andando. Novos negócios, saúde melhor, coisas são atraídas sem parar, precatórios são pagos, dividas são recebidas, a saúde melhora, relacionamentos melhoram e assim por diante. A vida ganhou um novo impulso. Temos muita dopamina, serotonina, endorfina, etc. Parece que o trem ganhará cada vez mais velocidade. Esse é um impulso externo. O trem estava parado e por si só não se moveria jamais. Como uma força externa foi aplicada nele, andou. Uma onda extremamente poderosa o fez andar.

Em seguida todos esperam que o trem continue aumentando de velocidade. Só que agora a hora da verdade começa a chegar. Os velhos programas de auto-sabotagem estão lá esperando para entrar em ação com mais força. Eles já estão atuando o tempo todo. Durante a vida toda, mantendo o trem parado. Portanto, entre o trem andar e alcançar a velocidade de cruzeiro tem uma distância considerável. Leva um tempo. A fronteira da auto-sabotagem está um pouco à frente. Ainda a margem para crescimento antes de o trem chegar na hora da verdade. Se ele quer realmente crescer e evoluir ou quer ficar na zona de conforto. É no segundo mês que os indícios de que algo não vai bem começam a aparecer. Pode aparecer uma somatização, alguns clientes pode não aparecer, alguns amigos pode não nos querer mais, etc. Estamos encostando na fronteira sutilmente. E o programa da auto-sabotagem começa a dar sinais de vida. Ele ativa alguns procedimentos para nos paralisar novamente. Nesta hora temos de nos perguntar se queremos realmente crescer. Se formos numa favela e perguntarmos às pessoas se elas gostam de dinheiro é claro que todos responderão que sim. Alguns dirão que dinheiro não é tudo na vida. (Sinal claro que auto-sabotagem. Lembrem que estamos na favela). Se perguntarmos se querem ganhar dinheiro dirão que sim. Então se falarmos para trabalharmos no próximo sábado, muitos dirão que não dará porque tem um aniversário, um churrasco, um jogo, uma novela, uma viagem, etc. Portanto, entre o desejo de querer dinheiro e a realidade do que se faz para mudar de vida, tem uma diferença enorme. Nessa hora a verdade aparece. A pessoa realmente não quer mudar de vida. Prefere continuar na zona de conforto. Existe um sistema de crenças por trás disto, é lógico. Um paradigma.

Estamos relatando o processo normal. Existem N situações diferentes dependendo da auto-sabotagem em curso. Pode ser que desde o primeiro dia o trem não se mova. A pessoa de cara já puxa o freio e paralisa o processo. Atrasa muito, mas muito mesmo. Pode ser que o programa de auto-sabotagem seja tão forte que a pessoa nem perceba que está sabotando e diga que não sente nenhuma mudança. Ou pode ser que a pessoa sinta tanta mudança, tanta catarse, tanta limpeza (e achava que não tinha nada para limpar), que quer parar o processo e pára. Para que a borboleta possa voar ela precisa sair do casulo. Para que possamos viver temos de sair do útero. É difícil? É complicado? É doloroso? É. Vejam as descrições sobre o trauma do nascimento. O útero é um lugar cômodo? É. Mas, se continuarmos lá morreremos. É preciso nascer. É preciso pagar o preço. Não existe almoço grátis. Tudo na vida tem um preço. É preciso fazer a limpeza, passar pela catarse; para se alçar um novo patamar de evolução e realização.

No terceiro mês temos um aprofundamento da questão relatada antes. A limpeza é maior. Mais profunda. O tapete está sendo levantado cada vez mais. A sujeira vem à tona. Precisa ser limpa. Não há outro caminho, mas a pessoa pode optar (livre-arbítrio) por deixar tudo como está e abandonar o processo. É no terceiro mês que a decisão tem de ser tomada. Continuamos avançando ou não. O trem ainda não tomou velocidade. Todos esperavam que ele fosse para 90 por hora e depois 150 e assim por diante, mas ele continua com 60 por hora. Como no primeiro mês. Isso se ele andou! Nesse ponto as pessoas dizem que não sentiram grandes mudanças entre um mês e outro. A onda que está entrando pelas sinapses é gigantesca e poderosa. A mudança de paradigma deveria ser tremenda. Todas as crenças que não são reais, que não estão de acordo com a realidade, devem ser abandonadas. Jogadas no lixo. Deixadas para trás. Não funcionam. Nunca funcionaram. Uma nova vida está para começar. Uma vida de crescimento contínuo em todas as áreas. Uma vida de desafios constantes. Uma vida no desconhecido o tempo todo. Uma vida, por exemplo, em que lemos um livro difícil todo dia. Pelo menos algumas páginas. Um livro que acrescenta, que nos questiona, que muda nossa forma de ver o mundo, que nos faz crescer. Queiramos ou não. Somos desafiados a transcender nossa visão de mundo o tempo todo. A expansão da consciência, sua complexidade, aumenta sem cessar. Enxergamos o que nunca tínhamos visto. Agora temos clareza de mente, de consciência. Entendemos cada vez mais como funciona o Universo. Do terceiro para o quarto mês há um salto de consciência significativo. Quem passa por este marco tem tudo para ir em frente. É claro que ainda falta chegar ao grande salto do sexto para o sétimo mês.

No quarto mês as coisas estão muito mais claras. Já sentimos que podemos mudar nossa vida. Chegamos à fronteira e fomos adiante. Enfrentamos a batalha de sentir preguiça, de não querer fazer nada, de querer dormir mais e mais, e fomos adiante. Os negócios estão cada vez melhores, nossa carreira na empresa está avançando ou decidimos abrir nosso próprio negócio ou mudar de carreira... De qualquer forma as mudanças estão em curso. Continuamos sendo desafiados a mudar nosso paradigma constantemente. Isso não acabará nunca. A evolução não tem fim nem limite. O Universo é muito mais complexo do que sequer podemos imaginar. Portanto, temos espaço de folga para crescer.

No quinto mês aumentou a clareza de pensamentos. Tudo flui muito mais fácil. Não há necessidade de sofrimento. Produzimos muito mais. Estamos conscientes de que pensamos e criamos. Que basta um pensamento e sentimento para criar a realidade. Entendemos que temos uma tremenda responsabilidade por nossos pensamentos e sentimentos. Vemos claramente que se pensarmos em algo negativo, ele é criado instantaneamente. Por isso, é preciso direcionar nossos pensamentos e sentimentos para coisas positivas e construtivas. É um luxo que não podemos nos dar pensando negativamente. Sai muito caro. Quando vem um pensamento negativo imediatamente pensamos: cancelado, cancelado. E o cancelamos pondo outro pensamento no lugar. Um pensamento positivo. Fazemos isso o tempo todo se for preciso. Até que seja nossa segunda natureza pensar positivamente. É uma questão de hábito. É possível chegar nesse ponto. É preciso acabar com a entropia psíquica, que é a tendência a pensar negativamente.

No sexto mês estamos prestes a dar o grande salto. O primeiro grande salto da nossa vida. Os próximos saltos serão a cada seis meses. Isso é o normal. Existem variações. Existem pessoas que saltam no primeiro dia. Mas, são exceções. Todos podem dar esse salto com seis para sete meses. Basta que queiram progredir de verdade. Que se pague o preço do crescimento. Que se opte pelo crescimento. Por sair da zona de conforto. O tempo todo. Neste mês tudo caminha bem. Tudo evolui a contento. Cada vez melhor. Continuamos subindo. Mais e mais.

No sétimos mês sentimos uma grande mudança na nossa visão de mundo. Estamos felizes. Estamos nos realizando cada vez mais. Já percebemos que não existem limites e barreiras. Que é possível expandir-se sem cessar. Que praticamente nada é impossível. Que pensamos e criamos. Sem parar. Já jogamos fora muitas crenças que não tinham fundamento real. Quando mais dessas crenças jogarmos fora mais cresceremos. O Universo é muito diferente do que pensamos. Estamos aprendendo a fluir com ele. Nos colocamos novos objetivos o tempo todo. Novas metas. Novos desafios. Podemos impor uma taxa de crescimento acelerada que damos conta. Agora estamos voando em velocidade de cruzeiro. O programa da auto-sabotagem continua sendo enfrentado e limpo. Ele é persistente, mas já vencemos uma grande etapa. Somos mais fortes do que ele. Ele é baseado em crenças e elas estão sendo descartadas. Continuaremos assim, crescendo mais e mais, nos preparando para o salto dos 12 meses. A cada seis meses a um salto muito grande. E cada vez maior já que é exponencial.

Isto é o que poderia acontecer com todas as pessoas que fazem a Ressonância Harmônica. Pode ser mais que isso e pode ser menos. Depende do quanto a pessoa está disposta a evoluir. Em quanto tempo ela quer evoluir. As coisas podem ser muito rápidas. Sempre é uma decisão pessoal. Não existe limitação de crescimento. A limitação está apenas na mente da pessoa.


Direitos Autorais: Copyright © Hélio Couto. Todos os direitos reservados. Você pode copiar e redistribuir este material contanto que não o altere de nenhuma forma, que o conteúdo permaneça completo e inclua esta nota de direito e o link: www.heliocouto.com

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Fio de cabelo



Fio de cabelo
Após a postagem de ontem houve um comentário dizendo que tem fio de cabelo dentro dos livros.
Só esclarecendo: a montagem dos livros é feita por operárias numa gráfica. Elas pegam as folhas e montam os livros manualmente. Como não é uma empresa de alimentação não precisam usar tocas na cabeça. Pode acontecer que caia um fio ou outro em algum livro.
Quando compramos um livro num sebo também pode acontecer de vir um cabelo do antigo dono.
Mecânica Quântica está muito além de fios de cabelo.

terça-feira, 11 de novembro de 2014

Conseguir o que querem

Conseguir o que querem

Para que as pessoas consigam o que querem é preciso entender algumas coisas.
Se não estão conseguindo é porque o conteúdo da consciência da pessoa tem crenças negativas sobre crescimento, dinheiro, progresso, etc. O crescimento tem de acontecer em todas as áreas da vida do ser humano. Outra possibilidade são as crenças de rejeição ao dinheiro e etc. Ou não sair da zona de conforto. Ou sentimentos negativos como ódio, raiva, ciúmes, preguiça, etc. Ou usar drogas e álcool. Etc...
E quando se fala de crescimento não é comprar um celular novo! É uma mudança interna.
A vida da pessoa é exatamente igual ao conteúdo da consciência. Somando o consciente, subconsciente e inconsciente. Tudo isso é uma coisa só e dá para saber o conteúdo de tudo isso pela vida e atitude de qualquer pessoa. Quando um conteúdo desses vem à tona a cura acontece. É por isso que psicanálise funciona.
Enquanto esses conteúdos são reprimidos não pode haver progresso.
Está claro que sem limpar isso não há possibilidade de progredir? Sem limpar toda a consciência não há como progredir. Isso é extremamente importante de entender e aceitar. Querer resultados na vida prática sem limpar a consciência é algo que não existe.
Magia é quando se mexe no exterior para obter algo sem haver nenhuma mudança interna. Não fazemos magia em hipótese alguma.
O funcionamento do Universo é uma coisa simples para se praticar e complexa para entender. É por isso que uma pessoa por mais simples que seja consegue ser feliz. Basta aplicar algumas simples regras. Entender a física do universo é outra história. Ninguém precisa ser físico para ser feliz e próspero. Basta seguir as simples regras.
Se uma pessoa está cheia de graxa e sujeira é preciso tomar um bom banho para tirar tudo isso. Parece óbvio. A consciência é a mesma coisa. O universo volta para a pessoa exatamente o que ela tem na consciência. Tudo é consciência. Portanto, limpando a consciência tudo é possível. Na medida em que está limpa. O que é limpar a consciência? É resolver todas as questões pendentes de todas as encarnações passadas. Acredite-se nisso ou não. Isso é irrelevante neste caso. O conteúdo está lá e precisa ser limpo. Perdoar, perdoar-se e pedir perdão. Soltar tudo. Para tomar o banho acima será preciso esfregar muito e isso não é confortável. E precisa de tempo. Tirar uma energia negativa que está na pele, como a graxa, é fácil de entender. Mas, tirar de dentro da consciência é outra história. O ego da pessoa acha que qualquer limpeza é um ataque a ele e resiste de todas as formas possíveis e imagináveis. A limpeza seria muito fácil se a pessoa se dispusesse a soltar todos os apegos facilmente. Porém, o ser humano acha que uma crença é ele mesmo. E reage violentamente se questionam suas crenças. Isso é feito na vida social e internamente é a mesma coisa. É por isso que é desconfortável limpar.
Se as pessoas aceitassem soltar as crenças que já provaram que estão erradas seria muito fácil progredir.
Por exemplo: se fosse feita uma pesquisa perguntando para a humanidade se querem viver numa economia materialista ou espiritualista, o que acham que responderiam?
No momento o mundo inteiro optou por uma economia materialista. Não se vê nenhuma mudança à vista nisso. E uma economia materialista gera desemprego, salários de fome, recessão, “bolhas” infindáveis de todos os tipos, etc. Quando uma pessoa que acredita no materialismo faz um trabalho de Iluminação Espiritual o que acontece? Uma tremenda reação de resistência. E isso é desconfortável. A pessoa “puxa o freio” o máximo que pode.
Lembram-se de que foi explicado várias vezes nas palestras e livros que a onda que porta a informação é a própria onda do Todo? Isto é um fato. Acredite-se ou não. Não existe nada fora do Todo. Tudo que existe é o Todo. E tudo em última instância é uma Onda. Consciente, inteligente, amorosa, onipresente, onipotente e onisciente. É impossível portar uma informação sem esta estar na onda do Todo. Impossível. É um fato.
O Todo não tem nenhum problema se as pessoas querem fazendas, carros, casas, apartamento, aviões, barcos, bois, ouro, diamantes, etc. A questão é que para conseguir isso é preciso seguir as regras de funcionamento do Todo. O Todo é positivo, alegre, próspero, amoroso, etc. Tudo de bom em escala infinita. E o Todo é tudo o que existe. Portanto, nada pode existir fora dele. Para conseguir essas coisas é preciso ter a energia do Todo. O Todo cria tudo Dele mesmo. É uma transformação de energia pura e simples. É assim que os átomos são criados. O Todo emana o campo de Higgs e essa fricção gera a massa do universo. É complicado, mas ninguém precisa entender isso para conseguir o que quer. Basta sentir da mesma forma que o Todo sente. Amar incondicionalmente.
Se esse sentimento ainda não existe em larga escala na pessoa é preciso limpar o que está lá e transformar o conteúdo da consciência em Amor. Substituir o ódio por amor. E etc.
Limpar os traumas do passado. Desta vida e de outras. Por exemplo: caso a pessoa tenha sido enforcada é preciso limpar essa energia e por amor no lugar. Enquanto o trauma existir a pessoa atrairá situações parecidas. Já que este é o conteúdo da sua consciência. O trauma está no corpo emocional que atrai de novo. Até que seja limpo. Só acreditar que está limpo não funciona. Isso é só mental. É preciso limpar no corpo emocional. E é por isso que a limpeza é desconfortável.
É por isso que muita gente fala que quer ganhar dinheiro e gosta de dinheiro, mas na prática não faz nada para ganhar dinheiro. O foco da pessoa não está no dinheiro. Está em festas, baladas, passeios, etc. Cada um escolhe como quer viver. Só não se deve ficar reclamando da vida se o foco está contrário ao que a pessoa fala que quer.
É preciso paciência para limpar. Um banho de chuveiro limpa, mas demora alguns minutos. Uma mangueira de bombeiro limpa em segundos, mas o corpo da pessoa ficará em pedaços. É por isso que a limpeza é feita na medida que a pessoa suporta ou deixa. O ego sempre procura seus interesses. E o ego é o cérebro reptiliano. O Complexo-R.
Caso a pessoa tenha paciência para limpar tudo isso os resultados aparecerão com certeza absoluta. É impossível o exterior não ser igual ao interior. “O que está em cima é igual ao que está embaixo”. Já disse Hermes Trimegisto.
Basta olhar para dentro de si ou para a própria vida para perceber as crenças que tem. Ou rejeições. Ou preconceitos. Etc.
“Tudo que vocês pedirem, crendo que receberam, receberão”. Mais simples que isso impossível. Crendo que receberam (verbo no passado). Receberão (verbo no futuro). Primeiro acredita 100% depois recebe. A questão é que a crença é toda a consciência da pessoa. O poder de manipular a realidade implica em quanto a pessoa limpou a própria consciência. É por isso que uma pessoa tem um grau de poder e outra pessoa tem outro grau. Essa é a diferença entre as pessoas. O grau de consciência que tem. Um general não enxerga as variáveis de uma batalha e outro enxerga. Um técnico de futebol não consegue resultados e outro técnico consegue imediatamente. Com o mesmo time. Um empresário leva a empresa a falência e outro ao sucesso. E assim por diante. Um enxerga e outro não enxerga. O que é óbvio para um é um mistério para outro.
Caso fosse só uma questão de lógica e matemática todos teriam o mesmo resultado.
Tudo que está escrito acima é preciso ser entendido para que se tenha resultados. Enquanto forem só poucas pessoas que entendem isso, os resultados aparecerão sem grandes mudanças sociais. Quando muitas pessoas entenderem isso a sociedade mudará. É impossível que muitas pessoas colapsem a função de onda sem que tudo mude. Por exemplo: se todas as pessoas que passam fome hoje em dia colapsassem a comida que querem, teria de haver uma mudança inevitável de uma economia materialista para uma economia espiritualista. Colapsar é fazer uma escolha. Vejam quanto é gasto com armamento por ano pela humanidade. Uma pequena parte disto acabaria com a fome no mundo. Porém, isso não muda. E só mudará quando muita gente entender o que está escrito acima.


Direitos Autorais:
Copyright © Hélio Couto. Todos os direitos reservados.
Você pode copiar e redistribuir este material contanto que não o altere de nenhuma forma, que o conteúdo permaneça completo e inclua esta nota de direito e o link: www.heliocouto.com

Videos editados I


Ninguém está autorizado a editar meus vídeos e fazer montagens, cortes, adições ou qualquer outra manipulação com as imagens das palestras.

Somente com autorização por escrito alguém pode usar minhas imagens.

Isso já foi dito na palestra passada e já postei sobre isso.

Quem está fazendo isso está prejudicando o trabalho.

Existe uma estratégia de divulgação feita por mim e que está sendo seguida à risca.

Todos os vídeos editados por outras pessoas devem ser tirados de qualquer mídia em que estiverem.

IMPORTANTE
Em virtude do grande número de pedidos por e-mail que estão na fila, está suspenso temporariamente o recebimento de novos pedidos (primeiro cd) por e-mail. Assim que todos os pedidos pendentes forem atendidos reiniciaremos o recebimento.
Os pedidos de quem já é cliente continuarão sendo atendidos. Apenas os pedidos do primeiro cd é que estão suspensos até que todos já pendentes sejam atendidos.
Solicitamos a compreensão de todos.
Obrigado
Hélio Couto
23/09/2013

Postagens populares